Expandir Player



Sua enciclopédia de rock progressivo

Participe tornando-se um seguidor

Receba atualizações via e-mail


Não temos links de downloads

Ariel, Prog Related, Australia

Ariel foi uma banda australiana de rock progressivo formada em 1973, a partir do fim de duas das bandas de rock mais importantes da Austrália "Spectrum" & "Tamam Shud"
Banda Spectrum
após a separação da banda Spectrum (que também se apresentou no Indelible Murtceps), a dupla Mike Rudd e Bill Putt formaram o Ariel junto com o baterista Nigel Macara e o guitarrista Tim Gaze que foram recrutados da banda "Tamam Shud", a formação original era Rudd (guitarra, gaita e vocal), Putt (baixo), Tim Gaze (guitarra), Nigel Macara (bateria) e John Mills (teclados).
A banda lançou três álbuns de estúdio e dois álbuns ao vivo entre 1973 e 1977, durante o qual houve várias mudanças na formação, com Mike Rudd e Bill Putt os únicos membros permanentes. Outros membros da Ariel incluído foram os guitarristas Harvey James e Glyn Mason e o tecladista Tony Slavich.
A Strange Fantastic Dream 1974
Seu álbum de estréia "A Strange Fantastic Dream" (um estranho sonho fantástico), produzido por Peter Dawkins foi lançado no rótulo progressive label Harvest da EMI em dezembro de 1973 e chegou ao número 12 nas paradas de LP australianos em fevereiro de 1974.
Single Jamaican Farewell 1973
Ele incluiu o seu mais bem sucedido single "Jamaican Farewell", que alcançou a posição n º 34, o seu sucesso prejudicado pela falta de transmissões de rádio, especialmente em Sydney, embora impressionando suficientemente a indústria para vencer a FACB (organismo de auto-regulação da indústria de rádio comercial na Austrália) que não queria admitir o titulo de "Single do Ano". De acordo com o encarte de lançamento do álbum para o CD , houve apelos para banir o LP por causa de sua arte da capa psicodélica por Stephen Nelson, que incluiu uma figura segurando uma seringa hipodérmica. Airplay para o LP foi ainda mais prejudicado pela proibição de três músicas (the darkly satirical "Confessions Of A Psychotic Cowpoke", "Medicine Man" and "Chicken Shit")pelo organismo de auto-regulação da indústria de rádio comercial na Austrália, o FACB.  A recepção crítica de A Strange Fantastic Dream" (um estranho sonho fantástico) estava brilhando.
Rock & Roll Scars 1975
Um resultado particularmente importante para o grupo foi a de que o presidente da EMI International, Allan Davies, apaixonou-se com o álbum: "Eu não me lembro de ter ouvido uma canção sobre necrofilia" "Você sabe, 
Peter"dise ele entusiasmado para Dawkins, Renomado DJ britânico John Peel também pegou tanto álbum e single e "disse que algumas coisas realmente agradáveis ​​sobre ambos". Esses e outros fatores levaram a Ariel ser convidada a visitar o Reino Unido e gravar seu próximo álbum em Abbey Road
Gaze e Nigel Macara deixou a banda abruptamente depois de uma viagem para Perth no início de 1973, Rudd e Putt começou 
Ariel 1974
a trabalhar em uma ambicioso conceito temático e ficção científica,  trabalho intitulado The Jellabad Mutant, o que eles esperavam para gravar. Para os ensaios trouxeram o baterista John Lee (mais tarde um membro de  The Dingoes), que por sua vez trouxe James Harvey, estabelecendo assim a segunda formação do grupo, que durou até o início de 1975.
Ariel gravou uma demo completa de The Mutant Jellabad e apresentou-o a gravadora EMI , mas foi rejeitado. Com a força do primeiro LP, EMI na Grã-Bretanha tinha arranjado tempo de gravação para o grupo em seu famoso Abbey Road Studios em Londres, mas a rejeição de The Jellabad Mutant pela EMI Austrália Ariel foi forçado a voltar retrabalhar os materiais da antiga banda de Rudd o"Spectrum", complementadas por novas músicas apressadamente escrito por Rudd para os ensaios. Apesar dos problemas que cercam a gravação, o álbum resultante Rock & Roll Scars (1975) é agora considerado como um dos melhores álbuns australianos do período, ainda que não conseguiu fazer qualquer impressão comercial significativo. Ele foi misturado no Reino Unido por Geoff Emerick, que trabalhou em muitas das gravações posteriores por The Beatles, e produzido por Peter Dawkins.
Goodnight Fiona 1976
Em relação à rejeição da Jellabad Mutant projeto, Rudd disse mais tarde:
É interessante especular o que teria acontecido se tivéssemos sido autorizado a prosseguir com o mutante com um orçamento intacto [EMI reduziu o orçamento para Scars Rock'n roll aumentando a pressão] e com o tempo para refletir e ser criativo com a matéria-prima que você ouve nos demos. Me arrependo de não ir para o bastão para ele no momento. Tivemos uma oportunidade fabulosa com a melhor assistência técnica de qualquer banda poderia ter desejado. Mas eu não queria vender o sonho, até mesmo para mim.
Depois de voltar para a Austrália no início de 1975 Ariel acrescentou um quinto membro, o cantor e guitarrista Glyn Mason, formalmente da banda "Chain" (Cadeia), Jeff St John & Copperwine and Home. A versão de cinco peças a banda tocou por vários meses, mas registrado apenas um único, embora não oficiais, gravações ao vivo desta 
The Jellabad Mutant 2002
formação ter sobrevivido. Foi durante este período que Rudd apresentou Dawkins ao recém-chegado da Nova Zelândia a banda "Dragon" (Dragão). Dawkins (que tinha até então se muado para a gravadora CBS Records e imediatamente assinou com a banda "Dragon" (Dragão) e passou a produzir uma série de álbuns de sucesso australianos e singles no final de 1970.
Após o término do seu contrato com a EMI a banda Ariel assinou com a CBS Records para seu terceiro LP "Goodnight Fiona"(Boa noite Fiona) em 1976 onde a trilha I'll take you high (Eu vou levá-la alto) chegou a No. 36 nas paradas de sucesso australiano em janeiro de 1976. Eles fizeram outra viagem para o Reino Unido em Abril de 1976, mas o baterista John Lee deixou a banda, ele rapidamente se juntou grupo inglês "Dirty Tricks"(truques sujos) e, finalmente, voltou para o "The Dingoes" depois que se mudou para a América. Lee foi substituído em Ariel por Nigel Macara que tinha saido anteriormente do Ariel.
Harvey James saiu abruptamente do Ariel em 1976, depois que ele foi convidado a participar da liderança da banda pop australiana "Sherbet"(sorvete), onde ele substituiu membro fundador  Clive Shakespeare . A primeira gravação de James com "Sherbet" era a nº1 no topo 5 hit "Howzat" na Austrália e no Reino Unido, James foi substituído em Ariel pelo tecladista Tony Slavich.
Live - Aloha 1977
Macara à esquerda novamente; em outubro de 1976 ele foi substituído por outro ex-membro do Richard Clapton  Band, Iain McLennan. O single "Disco Dilemma" foi lançado em abril de 1977, pouco antes do término do seu contrato com a CBS, depois eles assinaram com a gravadora independente "Image Records". Eles gravaram o single "It's Only Love"(É somente amor), a música foi apresentada com vocais de seu escritor Glyn Mason.
Ariel anunciou sua separação em julho de 1977 e, pouco antes de seu contrato expirar com a CBS, o "Island Fantasy"(Ilha da Fantasia) concerto temático foi a despedida e foi encenada no domingo, 21 de agosto de 1977 no Dallas Brooks Hall em Melbourne. O show foi gravado e lançado ao longo dos dois álbuns "Aloha Ariel" gravado em outubro de 1977) e o "Live! More from Before" em 1978. Estes dois álbuns foram posteriormente 
Live! More from Before 1978
relançado em 1980 como Ariel "Live In Concert".
A demo completa The Mutant Jellabad que contia gravações de 1974/75/76 recusada pela EMI em 1976 só foi lançado em 2002.



MAIS INFORMAÇÕES:
Wikipedia
Spectrum & Tamam Shud




DISCOGRAFIA:
Albuns de Estúdio
A Strange Fantastic Dream (1974)
The Jellabad Mutant (recorded in 1974, 1975 and 1976, released in 2002)
Rock & Roll Scars (1975)
Goodnight Fiona (1976)

Albuns Ao Vivo
Aloha Ariel (1977)
Live! More from Before (1978)
Live in Concert (1980) 2LP set that combines both Aloha Ariel and Live! More from Before.

Singles
Jamaican Farewell / Red Hot Momma (1973)
Yeah Tonight / (I Am The) Laughing Man (alternate version) (1974)
Keep On Dancing / I'll Be Gone (1975)
I'll Take You High / I Can't Say What I Mean (1976)
I Can Do Anything / Cypherland Blues (1976)
Disco Dilemma / How Do You Do It? (1977)
It's Only Love / It's Time we Said Our Goodbyes (1977)

domingo, 21 de agosto de 1977 no Dallas Brooks Hall em Melbourne

A Strange Fantastic Dream 1974

FAIXAS:
1. Jamaican Farewell (2:50)
2. No Encores (3:47)
3. Confessions of a Psychotic Cowpoke (4:43)
4. And I'm Blue (2:52)
5. Garden of the Frenzied Cortinas (7:46)
6. Miracle Man (5:29)
7. Chicken Shit (4:23)
8. Worm Turning Blues (2:56)
9. Wheezer Grunter Module Threadaboy/Harry v. Dirchy (God the Man) (4:20)
10. Hard Way to Go (3:49)
11. And if it Wasn't for You (2:32)
12. Red Hot Momma (2:38) (Bonus Track on CD Version)
Total Time 48:40

MEMBROS:
Mike Rudd / Lead Vocals, Guitars, Backing Vocals, Harmonica
- Bill Putt / Bass
Tim Gaze / Lead Guitar, Vocals
- John Mills / Keyboards
- Nigel Macara / drums


Rock & Roll Scars 1975

FAIXAS:
1. Keep on Dancing (With Me) (2:54)
2. I'll Be Going / I'll Be Gone (4:19)
3. Rock & Roll Scars (3:44)
4. Real Meanie (4:08)
5. Men in Grey Raincoats (3:22)
6. Launching Place Part II (2:24)
7. We are Indelible (2:42)
8. What the World Needs (is a New Pair of Socks) (3:16)
9. Red Hot Momma (2:36)
10. Some Good Advice (5:45)
11. I am the Laughing Man (2:45)
Bonus Tracks on CD
12. Yeah Tonight (3:09)
13. I am the Laughing Man (alt. version) (2:57)
Total Time 44:15

MEMBROS:
Mike Rudd / Lead Vocals, Guitars, Harmonica
- Bill Putt / Bass
Glyn Mason / Guitars, Vocals
Harvey James / Guitars
- John Lee / Drums


The Jellabad Mutant 2002
Gravado em 1974/75/76 e lançado em 2002

FAIXAS:
1. Introduction and Overture (3:53)
2. The Capsule/The Farm (5:17)
3. The Train/The Hospital (6:17)
4. The Funeral (3:41)
5. Cinematic Sandwiches (3:35)
6. Neo-Existentialist Greens/Medicine Man/The Letter (7:40)
7. I'll Take You High (3:14)
8. I Can't Say What I Mean (4:35)
9. Mutant Medley (10:13)
Total Time 48:36

MEMBROS:
Mike Rudd / Lead Vocals, Guitars
- Bill Putt / Bass
Glyn Mason / Guitar, Vocals
Harvey James / Guitar
- John Lee / drums

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo !
Comente, opine, se expresse! esse espaço é seu!

Total de visualizações de página